terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Tens essa cara mas não és parvo(a)

Este deve ser um dos comentários que mais repito nesta vida. E na minha perspectiva quer dizer tão-somente algo como "Bem pensado, pá!" ou "Olha que grande espertalhão(ona) que tu me saíste!". 

Acontece que uma pessoa tem de ter muito cuidado com o interlocutor e até mesmo com a entoação dada. É que já vi muito boa gente ficar com ar ofendido ante esta minha frase, dita à laia de elogio. Já fui brindada com um "cara de parva tens tu!", ou "parva és tu", ou até "tu é que tás armada em parva oh!". 

Veiculo desta forma o meu pedido de perdão formal a quem ofendi e deixo uma informação assim em jeito de aviso: eu se quisesse ofender ou insultar diria algo mais parecido com "Tens essa cara de estronço, mas de vez em quando até pensas, ninguém diria!" ou "Credo, com essa carinha de tonhó não dava nada por esse cérebro, afinal até o tens!" ou mesmo "Fizemos uma pausa na burrice para arrotar algo de jeito, hein?". Ou o não menos famoso "Caganda totó!"

Estamos entendidos, pessoas fofinhas, porém ofendíveis e em TPM constante? Cá beijinho.

3 comentários:

  1. olha que estou confusa, pois já devo ter levado com todas essas expressões e mais algumas...
    podes esclarecer-me (sim eu sei que estou a pôr-me a jeito e a pedi-las)

    ResponderEliminar
  2. Não respondo a provocações.

    ResponderEliminar