quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Do Facebook

Dizia no outro dia um amigo meu que, como a única coisa que publicava no Facebook eram os itinerários das corridas, havia amigos que lhe diziam "Mas tu não fazes mais nada na vida senão correr, homem?!" Ora comigo passa-se algo semelhante. Uma das coisas que me dá mais gozo, confesso, é comer bem. Consequentemente, admito que sou daquelas pessoas que, ante a visão de um prato bonitinho com um pitéu lá dentro, tiro uma foto e ponho no Instagram e/ou no Facebook. Resultado: o meu Facebook, em aproximando-se a hora de almoço, tem sempre fotos de comida. E não propriamente saladinhas. É 80% sushi e o resto hambúrgueres, batatas fritas ou algo igualmente engordativo. Resultado: o tal comentário "Mulher, mas tu passas a vida a comer (porcarias)!!" Over and over again, porque há mesmo pessoas que acham que o que pomos nas redes sociais é um resumo da nossa vida, e não pedaços que optamos por partilhar. 

E é assim que dou por mim a justificar-me, a explicar que no resto do dia fecho a boca, e que sushi é arroz e salmão e até faz bem, e que a partir das 5 acabam-se os hidratos de carbono, e patati-patata. E foi ao aperceber-me de que pus uma foto do meu jantar, legendada com o meu peso atual, apenas para comprovar a minha frugalidade noturna, que consiste num batido de proteínas da Herbalife, que constatei que estou efetivamente a ficar refém daquelas pessoas que, por verem determinadas fotos nos Facebooks desta vida, tiram as conclusões mais idiotas sobre a vida dos outros. Já tive de ouvir um comentário absolutamente imbecil, como "Pões mais fotos do teu filho mais novo, não achas que se o outro dá conta se vai sentir preterido?" Oi?! Sim, ponho mais fotos do que tem 2 anos, porque é fofo e gordo e estrafegável, qual é a piada de uma foto de um marmanjo de 8 anos sem dentes? Eu que sou mãe dele, acho que não tem nenhuma, fará as outras pessoas. Ponho, sim, as tiradas dele, que são geniais (exemplo: -Mãe porque é que tenho mais frio nas costas? Porque é uma área maior. Aaahhh deve ser por isso que não tenho frio nenhum na pilinha, com este tamanhinho...) Posto isto, ele há dias que adoro o Facebook por todos os (re)encontros que já me proporcionou. Noutros, como hoje, apetece-me mandar gente bugiar, por se acharem no direito de tirar conclusões pouco inteligentes sobre a minha vida. E é nessa altura que vai tudo a eito, e de um momento para o outro dão-se conta que eu deixei de pôr lá fotos. Não, filhotes, bloqueei-vos foi o acesso às minhas fotos.

E querer dizer parvoíces e pensar uma e duas e três vezes nas várias pessoas que, possivelmente e remotamente, poderei ofender? Se a mãezinha vai ficar zangada, se a antiga professora de inglês me vai perder o respeito, se a colega de trabalho que até já nem me dá muito crédito, não porque sou má profissional, mas pelo simples facto de ter menos 20 anos que ela, me vai - aí sim - achar infantil... Dilemas, dilemas. Houve uma vez que, na brincadeira, escrevi um erro ortográfico (ilustrava muito melhor o que eu queria dizer), algo como "Vós soides mazé todos parvos", e veio (felizmente por mensagem privada) o meu professor da primária corrigir-me e informar-me sobre a forma correta de escrever a dita frase. Neste caso não fiquei zangada, claro, tenho-lhe um enorme respeito, acho-o um fofo, mas efetivamente a pessoa dá por si a fazer auto-censura. E o lápis azul na mão não faz mesmo nada o meu género. Mesmo que me arrisque a levar ralhetes de mãezinha:
"- Então tu escreveste que os teus amigos que não eram seguidores do blogue cheiravam a cocó?! Tu às vezes pareces que tens 5 anos! Oh filha, às vezes até tenho receio de dizer à fulana X que tens um blogue, com receio do que lá possas escrever."

E tenho 5 anos sim, mãe, assumidamente, e deixa-me tê-los, porque é a forma que tenho de me manter sã, de estar bem com a vida e de me manter positiva no meio de, às vezes, tanta preocupação. Tu bem sabes que sou adulta quando preciso de o ser.

Agora não me peçam para ser outra pessoa, mais polida e com filtro, porque senão um destes dias crio mas é uma página de Facebook da Boneca e cá vai alho. É que já estive mais longe.

8 comentários:

  1. Ahahah...estou a ver a cara da Dona R. a olhar para ti por cima dos óculos...

    ResponderEliminar
  2. Olá! Fui recentemente nomeada para o Liebster Award, uma forma de reconhecimento de blogues sobretudo em língua inglesa, mas resolvi escolher blogues portugueses. Cada blogger escolhe 11 blogues com menos de 200 seguidores (fiz batota) e nomeia-os como as suas escolhas e eu coloquei este na minha lista de preferidos.
    http://troughthelace.blogspot.pt/2014/01/liebster-award-nomination.html

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau, obrigada, sinto-me honrada! E tenho de fazer alguma coisa agora?

      Eliminar
  3. olha... cria o face da boneca... eu adoro avacalhar

    ResponderEliminar
  4. ena já n ha numeros e cenas???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não andas atenta, já fiz um post sobre isso. Bela fã que tu me saíste oh!

      Eliminar
    2. eu vi o post.. mas achas que me lembro de tudo... uma gaja ja não vai para nova...

      Eliminar