sexta-feira, 28 de março de 2014

Porque passas a vida com as trombas no chão, Boneca?

Porque sou uma desgraçada, parvalhona e devia ter o nariz menos empinado e olhar mais para baixo.

E tivesse eu feito isso mesmo naquele fatídico dia em que estava a entrar no trabalho depois do almoço e verificado que o tapete de borracha era daqueles com buracos onde estrategicamente os saltos se podem enfiar, não tinha ficado com um sapato preso no tapete, e depois o outro ao dar um passo em frente, e não me tinha baldado por umas escadas abaixo de trombas no chão, deixando os sapatos atrás, bem presos ao dito tapete. 

Tudo isto se passou ante um sereno segurança, que a ver todo aquele espalhafato, permaneceu impávido e sereno no seu casinhoto. Valeu-me um senhor que estava a entrar naquele momento e me vê estendida no chão, descalça, com uma poça de nheca gosmenta e amarela ao lado. Então Boneca, sua badalhoca, que fluidos soltaste tu na queda? Pois que levava um frasco de mel acabadinho de comprar que não sobreviveu ao impacto.

Ora então, presenciando o belo espetáculo, o senhor não está de modas e agarra-me para me levantar. E onde me agarra ele e me levanta em braços como se fosse uma boneca de trapos (disclaimer: tinha praí uns 40 kg na altura)? Nas mamocas. O senhor fofinho posiciona uma manápula em cada mamoca bonecal e zinga, cá vai disto, iça-me que nem uma chouriça para pôr ao fumeiro. Ao ouvir o meu grito (já não me lembro se de dor, se de "já tiravas as mãos daí seu nojento") e aperceber-se do que está a fazer, que faz ele? Hein? Solta-me delicadamente no chão e pede desculpa? Pois que não. Larga-me à maluca e eu vou novamente de nariz ao chão. 

O segurança? É que não tugiu nem mugiu, o ordinário, lá ficou na vidinha dele, a assistir à tragicomédia. 
 
Levantei-me, ajeitei a saia, desatarraxei os sapatos dos buracos do tapete, raspei o mel do chão e apanhei os cacos, juntei também o que restava da minha dignidade e fui dar o frasco assim como estava à colega que mo tinha encomendado.

4 comentários:

  1. Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHAHA (agora tou aqui danada por não me ter lembrado desse título pro post...!)

      Eliminar
  2. Pelo menos levantaste com tanta garra como aquela com que cais. É de mulher!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que, por dentro, estava absolutamente mortificada e enxovalhada :/

      Eliminar