quarta-feira, 14 de maio de 2014

Coisas que todos os homens deveriam saber e nunca ninguém lhes disse, pelo menos de forma assim tão bem sistematizada

Ou major turn-offs nos homens. E porquê só nos homens? Porque quero cá saber nas mulheres. Ou então fica para uma próxima.

Comecemos portanto pela temática odores corporais, vulgo chulés e outras fragrâncias. Body Odour só é permitido em 3-circunstâncias-três, a saber: i) depois de um dia inteiro de um trabalho que envolva algum esforço, e em que não houve oportunidade de se tomar uma bela banhoca; ii) depois do ginásio e imediatamente antes da bela banhoca; iii) depois de efetuar o amor e imediatamente antes da bela banhoca. De resto, banhoca sivuplé.

E quem diz BO diz traques e arrotos. Não, não têm piadinha nenhuma. Os concursos que faziam com 13 anos também não eram apreciados pelas miúdas nessa altura. Nunca se questionaram por que nunca foram para trás do pavilhão de Educação Física com nenhuma? Pooois. Claro que se formos nós a dar um arroto depois de um belo golo de Coca-Cola é muito fofinho e até sexy.

Homens agarrados à saia da mãe. Big no-no (desculpai os anglicismos hoje). Fiquem por lá então alapados, queremos distância de criaturas da vossa laia. É que nem sei bem como hei de explicar, de tão contra-natura que isto me parece. Olhem, ide ao Google e pesquisai "sou um choninhas".

Homens cheios de si. Daqueles que, por muito giros que sejam, só apetece encher de tabefes. É assim: nós é que ditamos se vocês são giros ou não. Se vocês se acham sem ninguém vos ter dito nada, então fiquem praí a brincar sozinhos, a ver se gostam. Se forem uns valente estafermos, mas nós até vos acharmos gostosos, tanto melhor, n'est-ce pas? (para desenjoar do inglês). Mas nós é que sabemos. Estamos entendidos?

Homens que utilizam a expressão "já comi pior e nunca me fez mal". Epá, a sério? Não, agora a sério? Mesmo?!

Homens que usam fios ao pescoço. De pele, de prata, de ouro, quanto mais nobre for o material, mais turn-off é. O custo da peça é diretamente proporcional ao grau de afugentamento da fêmea.

Homens que lêem blogues como o meu. Hahaha, estava a brincar. Vós estais todos cá dentro do meu coração, coisas máilindas de sua Boneca. E eu sei que andam aí, porque embora não gostem de admitir e não comentem e tal, eu lá vos vou apanhando em falso. Vá lá, não reprimam isso que até vos faz mal. Abraçai esse vosso lado, que prova quão ecléticos sois. Aliás, estou aqui a lembrar-me de uma bela pick-up line: "Sabes, eu leio a Boneca." Ui. 

Homens chatos. Não há cu para homens chatos, pardon my French. Explica lá isso, Boneca Maria de Deus. Epá, não estou com grande vontade, tenho coisas marcadas. Mas trata-se sobretudo de homens que não nos espicaçam o intelecto

Homens que não estejam dispostos a fazer determinadas coisas para agradar, como tudo o que tenha a ver com automóveis. Lavar, atestar, mudar o óleo e outras cenas técnicas que envolvam palavras esquisitas como diferencial, embraiagem e travões. E se puderem fazê-lo em tronco nu, tanto melhor.

Homens que não nos achem deusas. Váláver, a todas ao mesmo tempo não, seria uma valente salganhada. Mas o homem tem de achar a sua gaja uma deusa SEMPRE. Se assim de repente olha para ela e só lhe ocorre a palavra cavalgadura, está o caldo entornado.

Homens com mais de 30 kg que nós. É coisa que deve aleijar, só por isso, nada contra, assim no geral.

Homens-Tony Ramos. É fugir deles como o diabo da cruz, minhas amigas. Uma massagem (consta, nunca experimentei) rapidamente se transforma num encontro imediato de terceiro grau entre as nossas mãos e uma grosa. Não, obrigada.

Mas! Homens que depilem as sobrancelhas. Oh meus amigos, depilem-se para aí, mas na cara só a barba mesmo. Bom, e eventuais tufos que assomem do nariz ou das orelhas (blhéc). Mas sobrancelhas delineadas?! Apenas e tão-somente se albergarem na zona supraorbital assim uma espécie de gaivota farfalhuda. De resto, deslarguem a pinça ó faxavor.

Assim de repente não me lembro de mais, mas se tal, depois aviso.

Agora repitam todos comigo: Obrigado Boneca fofinha, por estas pérolas de sabedoria que tiveste a nobreza e altruísmo de partilhar conosco, seres menores e pouco merecedores, porque totós. Se não fosses tu andávamos por aí aos caídos e ninguém nos pegava.

De nada, xuxuzinhos, voltai sempre. I aim to please.

8 comentários:

  1. por falar em tony ramos, estava eu ontem a correr no gym à hora do almoço, quando um desses, de camisola de alças, se senta na bicla à minha frente!..
    E pior acho que interpretou o meu ar/olhar de vómito com outro tipo de olhar e até sorriu...

    ResponderEliminar
  2. venho aqui imensas vezes à socapa e rio-me à fartazana... hoje é o dia!
    parabéns boneca este blog é o máximo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Filomena um grande beijinho,volta sempre!

      Eliminar
  3. Sabes, eu leio a Boneca...relativamente ao post acho que há vários pontos discutíveis...para apimentar digo...para que eles achem a sua gaja uma deusa também é preciso que ela se sinta deusa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Presume-se "mulheres que se cuidem" e não "estafermos" ;)

      Eliminar
    2. Eu venho aqui protestar (digamos que metaforicamente me acorrento por minutos ao portão da casinha da boneca...), pois não me sinto representado no catálogo de grunhice que publicaste.
      Exijo, peço, sugiro uma categoria exclusiva, mais devedora à imaginação que ao rigor da análise. Na verdade, porque me estimo único, sou tão-só o estereótipo de mim mesmo (ou de mim próprio?). Estou disponível para ceder informação classificada a troco de uma decente tradução de "bullet-points".
      Cordialmente.
      J. (E.P. Linhó, ala leste, piso 4).

      Eliminar
    3. Caro J.
      Topo a tua escrita a léguas. Beijinhos está "bên"?

      Eliminar