quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Mas o que se passa com estes putos?!

Uma das desvantagens das férias e consequente maior quantidade de tempo que passamos com as crianças é que, mais cedo ou mais tarde, somos forçados a ver desenhos animados com eles. Por mim, preferia cagar um pé todo até ao joelho, mas lá tive de ir ao castigo. E, senhores, que castigo. Sentem-se um pouco a observar os desenhos animados de hoje em dia e deem graças pela Heidi, o Tom Sawyer e o Era uma vez a Vida! E porquê, perguntam vocês, ávidos de conhecimento e prenhes de cultura geral?! 

Porque os desenhos animados atuais são só a coisa mais estúpida que podem imaginar. Diálogos sem nexo, imbecilidade ímpar, um sem-número de pedaços de estupidez que me fazem - a mim que sou bastante estupidazinha até - querer agarrar o Máivelho (que é quem os consome freneticamente) pelas orelhas e jogá-lo contra uma parede até ele largar molho.

Passemos então a uma recensão crítica sintética de frases emblemáticas que entram pela cabeça do meu filho adentro e, presumo, expliquem parte da idiotice com que ele me brinda (e a vós consequentemente) numa base horária:

- "Perdemos o nosso irmão dentro do cérebro de um homem!"
- "Isto não é uma limusine, é um cato e está a picar-me o rabo!"
- "Não precisas de matar ninguém para satisfazer a tua sede de sangue!"
- "Se os teus bebés não fossem tão apetitosos eu não os tinha comido!"
- "Anda cá oh anormal verde!"
- "Esse número de telemóvel é cocó em código binário." (Esta, confesso, fez-me escangalhar a rir e tive de sair de fininho para não perder a compostura)
- "Ela finge que é uma bailarina enquanto dá estalos na própria cara."
- "Parti 5 costelas, mas valeu a pena só para ver a vossa cara!" (Diz um coelho depois de pregar um valente cagaço aos próprios filhos...)
- "E agora vou lançar a minha arma secreta!!! (Diz um bicho estranho antes de soltar um valente e sonoro peido, com uma duração aproximada de 10 segundos)
- "Quando ele nasceu, a mãe dele ficou bué tempo no hospital enquanto os médicos tentavam perceber por que é que ele era tão feio."

Estas pérolas foram recolhidas em apenas dois episódios. Muitas mais haveria, tivesse eu paciência para continuar a fazer-lhes companhia no visionamento estupidificante de bonecada. Mas não tive. Uma coisa é certa: não mais me sentirei culpada e imbecil por ter visto (e seguido com devoção) os desenhos animados abaixo ilustrados, pináculos de estupidez do seu tempo, e do meu. E do vosso?

Aaaaaah, Ren & Stimpy, que maravilha!

Cow and Chicken, coisas máilindas!

10 comentários:

  1. Tens que dizer que desenhos animados são esses, que eu parti-me a rir com duas ou três frases lolll

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois que são "As aventuras assustadoras de Billy e Mandy", do Cartoon Network. Enjoy! ;)

      Eliminar
  2. Ai jesus credo, ainda bem que não tenho filhos..... iam querer ver desenhos animados e eu era senhora para os colocar a ver documentários.... (mas isso sou eu que sou velhaca e mau feitio!)
    IF

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando os queremos sossegados uns minutos cedemos a tudo!

      Eliminar
    2. Jogos, muitos jogos de tabuleiro, e puzzles e kit's de montagem e pintura e instrumentos para fazerem barulho....
      IF

      Eliminar
    3. Hã-hã. Toda uma miríade de coisas que os mantém ocupados. Assim uns cinco minutos.

      Eliminar
    4. Hummmmmmm, Boneca Maria, estás a deixar-me com uma enorme vontade de.... não ter filhos, looool
      IF

      Eliminar
    5. Favor não panicar! Ter filhos é fixe. :)

      Eliminar
  3. eu sou grande fã da mandy! e adoro o Cow and Chicken...
    e tens sorte de não verem o Johnny Bravo...

    ResponderEliminar