segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Dos saldos

Ou aquela altura do ano em que esquecemos o que as nossas mãezinhas ou a vida em sociedade nos ensinaram.

Quem nunca passou uma rasteira a uma porca que nos tentou surripiar as calças que tínhamos debaixo de olho que atire o primeiro casaquinho de caxemira! Ah pois é. E quem nunca tentou, assim à socapa, vazar um olhinho a um(a) espertalhão(ona) que tentou furar a fila de 2 km da caixa? Ai não? Olham'estes santinhos...

Pois é, é sobre este tema que me aquece o coração que dissertarei na minha crónica desta semana, aqui. Chop, chop, ide lá!


Moi, varrendo os provadores da Benetton.


2 comentários:

  1. Mas já anda tudo nos saldos?? Bem que me pareceu ver voarem calças e vestidos ali para os lados do Vasco da Gama. A próxima vez que tenha de me deslocar lá, vou levar capacete. E caneleiras. E cotoveleiras. Uma armadura, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Escusas de ir, eu comprei tudo o que havia!

      Eliminar