quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

E porque não sou menos que os outros, cá vai balanço

Assim de uma assentada, como se estivesse a arrancar um penso rápido, que é para doer menos:

Ano em que voltei ao ginásio em força, saí de novo, inscrevi-me no ginásio onde trabalha Senhor meu Marido, que os joelhos estão outra vez a dar de si e preciso do meu PTzinho máilindo, que foi para isso que me casei com ele. Para isso e para a trungalhunguice, mas isso agora não vem ao caso. Ano da doença do meu pai, em que o vi tão magro como um cadáver, em que pensei realmente que ele se fosse. Mas não foi. Ano em que cumpri o objetivo de voltar ao peso pré-filhos, com menos sacrifício do que pensava. Ano em que perdi um familiar querido, e em que me capacitei que a geração mais velha da família não tarda desaparece. Ano em que fui convidada para debitar as minhas parvoíces numa recém-criada revista. Ano em que fiz mais horas de fisioterapia e tomei mais anti-inflamatórios de sempre. E em que levei penicilina pela primeira vez. Pensando bem, ano em que estive mais doente. Ano em que "conheci" mais gente através do blogue e em que acabei por dar a cara e abdicar (ligeiramente) do anonimato, com todas as implicações que isso possa ter, quer na Visão, quer na NiT. Ano em que o Máinovo largou as fraldas de dia e em que passei a correr 80% dos dias em direção à casa de banho atrás dele. Ano em que o Máivelho entrou na fase final do primeiro ciclo e que terá de estudar para os exames finais (ele que tem comichões nas nalgas após 3 minutos sentado à secretária). Ano em que conheci pessoas especiais, ano em que conheci pessoas não tão especiais. Ano em que não fiz uma única viagem para fora, o que me irrita sobremaneira. Ano em que o Máinovo desatou a falar tipo papagaio, não se calando um segundo, proporcionando-me(nos) as maiores e melhores gargalhadas. Ano em que o Máivelho mudou de clube de futebol e eu conheci todo um mundo novo de gente chalupa e fanática e todo um frio novo (voltem, pavilhões fechados, estão perdoados). Ano em que, pela primeira vez, passei o Natal sem o meu irmão. Ano em que consolidei alguns de vós daí desse lado.

Apesar de tudo isto e, sobretudo, por tudo isto, foi um bom ano. Venha outro, que já estou à espera. Feliz 2015, meus queridos.

21 comentários:

  1. Foi o ano em que descobri esta casinha e a sô dona Boneca, mais o seu dom da escrita e de divertir as pessoas. Que continues com uns filhos danados para a parvoeira, a encontrar maluquinhos maravilhosos e coisas afins, para nos manter pelo menos cheios de bom humor em 2015.
    Muito bom ano. Tudo de bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a ficar lamechas, oh catano! ;) tudo de bom para ti tb!

      Eliminar
  2. Que em 2015 continues a divertir-nos (e a divertires-te tu também), com saúde e optimismo que esta vida são 2 dias, já dizia não sei quem ...
    Que os teus projectos de viagem se concretizem! Eu, por mim, já estou a sonhar com a próxima.
    mozi

    ResponderEliminar
  3. Foi o ano em que comecei a participar a sério aqui no teu cantinho. Foi o ano em que ganhei a swearbox. :D
    Tudo de bom para ti e para os teus máilindos. Bom ano 2015.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Opá, que belos acontecimentos para recordares pá! Beijinhos!

      Eliminar
  4. Um bom ano 2015 para a boneca mái-linda e para toda a familia bonecal, tudo mas mesmo tudo, de bom!!
    E como diria a BMD:
    -Cá beijinho!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá beijinho, Inês, sua grande querida, um feliz ano e obrigada!

      Eliminar
  5. Isso é que foi um ano em cheio, caramba!
    Que em 2015 continue a aparvalhar e a fazer-nos rir que nem malucos, e que saia mais vezes do anonimato, a sua cara de boneca merece :)
    Feliz 2015 para si BMD e para os restantes membros da família bonecal.
    Cá beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá beijinho, Adriana, sua simpática!

      Eliminar
  6. Bom Ano! Ass:Ai cocó

    ResponderEliminar
  7. Eu fiquei consolidada em 2014! Que seja um bom ano =)

    ResponderEliminar
  8. Boneca!

    Tudo de bom para 2015! Beijo grande

    ResponderEliminar
  9. Adorei ler boneca :) também foi o primeiro ano que passei o natal sem a família. Mas há de compensar a distância :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então sabes bem do que falo... :)

      Eliminar