sexta-feira, 20 de março de 2015

Carta a aberta às pessoas que (quando às vezes nem português de jeito conseguem escrever) insistem em mandar larachas em inglês nas redes sociais

(Ou de como acabei de inventar um título bueda comprido)

Peoples!!

Epá, o que tenho para vos dizer? É que less, pessoas, muito less. Bem sei que mandar uns bitaites em estrangeiro mostra que são cool e tal, mas permitam-me que vos garanta uma coisa. Não é bonito ver erros ortográficos em nenhuma língua, mas é pior quando há um esforço para tentar ser diferente e depois sai, digamos, cagada. Eu francamente incluo-me na categoria (não sei se há mais pessoas, poderá ser uma categoria onde só figuro eu) que sente vergonha alheia. Uma lambidela rápida (quick lick, estão a ver?) pelo meu feed de notícias e é vê-los a aparecer com frases do tipo: "God dawn, estou mesmo chateada com esta chuva!", ou "Olha eu aqui a comer uns bolos deliciouses" e outras pérolas. E eu já não rio. Só fecho os olhos por uns segundos, respiro fundo e contenho a imensa vontade de agarrar já nem digo num Merriam Webster, bastava um Houaiss, e arrear com ele em cheio na testa do(a) meliante. Também poderia ser nos dentes. 

De seguida, fá-los-ia repetir o seguinte mantra: "I will not resort to the language of Shakespeare - that ganda maluco - unless I am able to produce a First Certificate diploma of no less than C. If, however, I am a self-made learner, I will refrain from artistic leaps, or else the Doll will strike me with a big fat dictionary. Huge arrochadas on my forehead. Could also be on the teeth".

Understoods?! Tanque iu. Come backs always. Here little kiss.

18 comentários:

  1. Boneca, já nem falo nas calinadas em english. Fico doente com os pontapés na gramática portuguesa que vejo no meu feed. Ando a guardar uns printscreens em jeito de colectânea. Encontro por lá verdadeiras pérolas como: "preça" (pressa), hoje não "asserto" uma (acertar, realmente nem a escrever acertou), a saudade será "interna" ("eterna"), a francesinha estava "devial" (divinal), entre outras. Já para não falar na problemática do à ou há, com um toque de "requinte": há quem escreva "Hoje ah caracóis!". Às tantas, isto é capaz de ter matéria para caso de estudo. Bjs MR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, não puxes por mim...

      Eliminar
    2. E "voçê"? Ou "pograma"? Ai...

      Eliminar
    3. Agarrem-me que eu vou-me a eles. I go to them!!

      Eliminar
  2. ahahah... como vivemos num mundo virado para os mercados e para as economias e os gestores, economistas e afins usam aqueles termos que só eles percebem... o comum dos mortais almeja também ser diferente... é essa a explicação... só pode!!

    ResponderEliminar
  3. Estamos sintonizadíssimas! :D
    Olha o que publiquei hoje mesmo: http://quando-me-encontrares.blogspot.pt/2015/03/se-eu-mandasse-nisto-tudo.html

    Eu amo você!

    ResponderEliminar
  4. Genial boneca. Boa Primavera cheia de textos destes!
    Ou serão testos??? ou seram testos???, ai que já estou baralhada ou será baralhated???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Very complicated tudo isto pá. Cá beijinho.

      Eliminar
  5. Don't worry dear boneca, isto de escrever em inglês é só uma passing trend, que é como quem diz são só peanuts! Agora let me get back to work que já estou a ler este blog há muito tempo. Kindest regards!

    Agora a sério, admito que sou um grande apologista de escrever em inglês no dia a dia (informalmente, claro) desde os tempos áureos da adolescência, mas quando oiço pessoal de marketing e afins a usar termos técnicos em inglês como se fossem a última bolacha do pacote ou os grupos de adolescentes a dizer "OH MY GAWD" alto e em bom som a cada mínima coisa que acontece à sua volta admito que sinto uma pequena pontada de vergonha alheia. Pode ser que daqui a uns anos a moda passe e comecemos a usar termos franceses ou alemães no dia a dia. Mein gott! Au revoir chère poupée!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vás trabalhar, pá, que faz mal à cútis! Olha, adorei o Boneca em francês, sempre é mais fino do que "La Bonéque" ;)

      Eliminar
  6. Eu adorate the inglishe que o people writes no facebook, but I gosto também das frases feitas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, as frases feitas. Merecem uma reflexão autónoma!

      Eliminar