sexta-feira, 27 de março de 2015

Passando por umas obras

Eu e Compadre bonecal tivemos o azar de sermos forçados a atravessar mesmo pelo meio de uma passagem estreita onde estavam trolhas de um lado e trolhas do outro. Ato contínuo, os fofinhos desataram a proferir as alarvidades da praxe. 

Diz Compadre, com ar chocado:
- Porra, é que não podem ver um homem de fato.

10 comentários:

  1. Ahahahahah! Deixa-me adivinhar, o senhor teu marido não percebeu que as alarvidades se dirigiam a ti, certo? ;) Bjs MR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, MR? Estamos a ler o pardieiro a correr?! Vamos lá a reler o texto com atenção ohfaxavor.

      Eliminar
    2. Ai jesus, realmente! É de ser sexta-feira, estou a precisar do fim de semana! loool Bjs MR

      Eliminar
    3. Ministrar 17 vergastadas no lombo em jeito de penitência.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Este meu compadre é um palhaço.

      Eliminar
  3. Ahah, muito bom.

    http://thesunnysideoflifeblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Aconteceu-me o mesmo ontem e também tive a nítida sensação que aquelas palavras fofinhas tinham sido por causa do fato de treino no meu homem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, o teu também é desses? Solidariedade, sister.

      Eliminar