quarta-feira, 13 de maio de 2015

Máinovo Rebelo de Sousa

Máinovo tem aulas de inglês no jardim de infância, onde se aprende sobretudo com canções. De vez em quando, convidam os pais a assistir, e eu fui alegremente para ver se a criaturinha porventura sai à sua Mãe no que à apetência para as línguas estrangeiras concerne.

Sucede que o rapaz tem uma queda não só para o inglês como também para o comentário político. A saber: na altura de cantar "five little monkeys jumping on the bed", berrou alegremente como se estivesse sozinho num descampado "five little monkeys stomping on the fed". Ora este belo naco de análise política não mais é do que uma indignação pelo jugo americano, em particular ao nível das operações de política monetária. O meu filho quer paridade de taxas de câmbio e maior cedência de liquidez em dólares, e considera que tal apenas é possível se se proceder ao espezinhamento da Reserva Federal dos EUA. O rapaz, saindo em defesa da zona euro, põe na agenda do dia cinco macacos, os quais, na sua douta opinião de especialista em questões económico-financeiras e primatas, deveriam, com suas patas (numa clara alegoria ao mimetismo europeu face à América), pôr o Fed e respetivas taxas diretoras no seu devido lugar.

Vai longe, este miúdo. Próximo passo: perceber o que ele quer exatamente dizer com "mixta xan, xan, mixta golden xan, pixáindáunónmiiiiiii!!", porque de certezinha que será doutrina digna de figurar no Journal of International Money and Finance

23 comentários:

  1. epá, é que isto é muito bom! hahahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Presumo que concordes que o puto me vai acabar a comentar no final do Jornal da TVI.

      Eliminar
    2. mas é que não tenho dúvida nenhuma. parece que o estou a ver sentado em frente ao pivot com uma coluna de livros do Dr. Seuss, da Alice Vieira, da P.L. Travers, do Disney e as Cadernetas da Panini.

      Eliminar
    3. e não é daqui a 40 anos. é daqui a 4 meses. as analogias que ele faria usando esses livros para comentar a conjuntura nacional e internacional. não tenho dúvidas Boneca.

      Eliminar
    4. Em não podendo ser a D. Dolores de Alcochete, vou ter de me contentar com isso...

      Eliminar
  2. Olha, eu tive um ataque de riso, porque "stomping on the fed" me fez imaginar macacos a espezinhar as pessoas que têm de ser alimentadas por outros! :D
    Quanto ao talento para as línguas... O meu, até há muito pouco tempo não ligava nada ao Inglês. No Jardim de Infância, não fixou uma única musiquita. Mas agora, de repente, ninguém o para!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo depende do background. A ti, deu-te para os morfes, a mim, para a economia ;)

      Eliminar
    2. a mim deu-me para o crime. imaginei os macacos a saltarem e a pisarem em cima de um agente federal da FBI. Vendo bem, até dava para ser uma letra de uma música dos Clash.

      Eliminar
    3. Cheira-me que és da margem sul.

      Eliminar
    4. hahaha nunca. só passo na margem sul a caminho de sagres que é a única zona do algrave que vou de vez em quando. nada contra a margem sul, mas não sou de lá, nunca lá vivi e nunca lá vou. a razão é que Fed nos states é o diminutivo para um agente da FBI.

      Eliminar
    5. Não tentes disfarçar, que a mim não me enganas tu.

      Eliminar
    6. haha se eu fosse da margem sul, não achas que eu teria o maior orgulho em dizê-lo? nunca conheci uma pessoa da margem sul que não o exclamasse como se fosse o berço da humanidade. lamento desiludir-te mas não.

      Eliminar
    7. Tens razão, se fosses da margem sul já tinhas percebido que eu me estava a meter contigo, pá! ;)

      Eliminar
    8. Haha consegui! Margem sul rules!

      Eliminar
    9. Olhaláoh! Queres levar um tratamento a la margem sul??! Não me provoques. A não ser que sejas do eixo Seixal-Fogueteiro. Nesse caso, respect.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. A ver se se torna em alguém importante, para eu poder viver às custas dele!

      Eliminar
  4. Opinion makers deste país (eu diria até do mundo, dada a inclinação para os idiomas) tremeinde. Mas muito mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tremeinde muito, Máinovo is coming and about to stomp the house down.

      Eliminar
  5. Mais grave ainda é conseguires tirar essa teoria daquilo que o miúdo disse ahahahaha. adoro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São muitos anos a virar frangos sem queimar ;)

      Eliminar
  6. Não me lembro de rir tanto a ler um blog. Parabéns pelo blog, pelo sentido de humor e obrigado ao Máinovo. Talvez um dia ainda vote nele para Presidente.

    Rui Quinta (Na Brevidade)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Rui. E quando chegar a altura, não me vou esquecer de cobrar o voto, hein?

      Eliminar