terça-feira, 28 de julho de 2015

Código de conduta em elevadores e casamentos

Gostaria imenso de saber se há um código de conduta para o comportamento em elevadores. Gostaria mesmo muito. Lembro-me de há muitos anos ter lido um dos livros de etiqueta da Paula Bobone (sim, já me vergastei em pensamentos por isso) e de ter achado uma estupidez a mulher afirmar que não há necessidade de se dizer bom dia quando se entra num elevador ocupado.

O que realmente me aporrinha vem a propósito de um casal de namorados que entrou no elevador onde só estava eu e desatou a beijar-se ruidosa e freneticamente como se estivessem sozinhos. E eu senti-me a minha tia que, há 20 anos, me dizia que eu não devia namorar à porta do prédio. Foi a viagem de elevador mais longa da minha vida, e eram só 6 andares. E não vou admitir que mandei vir com os adolescentes (poderei alegadamente ter ameaçado vomitar-lhes para cima), para não parecer uma velha ranzinza.

De resto, deveremos interromper uma conversa quando entramos num elevador? Lembro-me de uma vez ter mandado calar Senhor meu Marido por ter desatado a cantar num elevador cheio de gente. Na altura pareceu-me maluquinho, e dei-lhe uma cotovelada. Agora, em retrospetiva, antes estes dois tivessem desatado a cantar que nem loucos.

Se calhar estou a acusar o peso da idade, não sei, começo a achar que é possível, quando me lembro da cara do casalinho a olhar para mim (era a que eu fazia aos adultos que me tentavam refrear os ímpetos amorosos).

Já agora: e nos casamentos? É que me senti verdadeiramente constrangida quando num dos últimos casamentos a que fui, naquela altura típica de pedir aos noivos que se beijassem, eles arrefinfavam linguadaços de todo o tamanho. Blagh pá.

9 comentários:

  1. Não sei se há, mas "tomar banho antes de entrar" seria um dos pontinhos. Há uma espécie, que prodomina essencialmente nos meses de verão, que insiste em entrar no elevador com um aroma a cavalo do mais agonizante que há, deviam ser banidos!
    Beijos, não comento ;)

    ResponderEliminar
  2. Nos elevadores e nos casamentos... Não faças algo q não fizesses em frente à tua avó... Esses amigos do casamento se calhar têm um limite diferente não é? Porquitos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muita vergonha alheia, foi o que senti.

      Eliminar
  3. Olha Boneca, mau mau é ires no elevador só mais UMA pessoa e começar a cheirar assim a gazes corporais... se é que me faço entender!
    Isso sim, é maaaaaaaaaaaau! (O que vale é que é só o 5º piso!!!)

    ResponderEliminar
  4. Boneca estás a ficar velhota...

    ResponderEliminar