segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A época das abóboras e dos vampiros

Está a chegar, e não me apetece voltar a escrever sobre quanto eu abomino o Rálouíne. Se quereis saber, ide aqui e aqui, por exemplo. O que estou a pensar fazer este ano é tentar assassinar as crianças da vizinhança. Assim de susto. Ou seja, se eu conseguir que faleça uma média de 8 crianças por ano, pelas minha contas, e mesmo considerando a taxa de natalidade do concelho e a substituição de gerações no que ao peditório de Halloween porta-a-porta concerne, daqui a sensivelmente 4 anos não haverá crianças para me azucrinarem e tentarem cravar-me as gomas, os leitões ordinários.

O plano é, portanto, tão-somente, pregar cagaços de morte aos petizes. Ainda não sei que máscara usar, se só apareça toda nua e com dentadura de vampiro, mas tenho medo de me constipar. Vou maturar a ideia. De qualquer forma, haverá chacina infantil. Se isto não é entrar no espírito do Halloween, não sei o que será. 

4 comentários:

  1. Aparece-lhes nua com uma faca no bolso, infalível x)

    ResponderEliminar
  2. Eheheheh, e para os ano tens os miúdos acompanhados do pai (ou para não acontecer nada de mal aos garotos, ou para não te constipares!) :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se forem pais jeitosos, já reconsidero.

      Eliminar