segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Carta aberta aos senhores que disseram que queriam proceder a respeito para com a minha pessoa

Respeitinho é muito bonito, mas em sede de piropos na rua um pouco de javardeira nunca fez mal a ninguém. Posto isto, venho por este meio exercer o direito que constitucionalmente me assiste de me indignar valentemente. Então vocês, como relatado no post de sexta-feira última, dizem que por isto têm respeito?! Bebés, eu fiquei a matutar nisto o fim de semana inteirinho! Eu passei horas e horas em clausura qual Carmelita descalça - mas de meias porque já estão umas temperaturas a atirar para o frescote e eu sou uma 'ssoa que tem frio nos pés - a pensar na vida, de onde venho, para onde vou, e na feijoada que finalmente Mãezinha se dignou a confecionar-me. Fiquei tão perturbada que inclusivamente fui fazer trabalho de campo a ver se tinha ou não perdido o charme: eu bamboleei as ancas em frente a umas obras, eu assobiei a arrumadores, eu inclusivamente apalpei o bufunfo a uns adolescentes à saída de uma escola secundária. E, meus caros, embora vocês tenham tentado esfrangalhar-me o ego, devo informar-vos que, exceção feita aos adolescentes que largaram a correr aos gritos, fui até bastante bem-sucedida. Por conseguinte, INCHEM.

Ah, já agora, acrescento que esta análise hands-on também teve belíssimos resultados num jardim carregado de velhos. Quando não estavam a olhar para as cartas e para os pombos, ainda ouvi supimpas elogios.

10 comentários:

  1. Ahahahah assustar criancinhas logo pela fresca, não é proibido? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, pá, proibido é assustarem quarentonas ao final da tarde!

      Eliminar
  2. Já comentei lá no outro post!
    Foi ELOGIO!!!!!
    Carla

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso sair da reclusão, portanto, né Carla? ;)

      Eliminar
  3. Então deixa ver se percebi, tu queres que nós te faltemos ao respeito, é isso?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh diabo, mas tu queres lançar-me piropos também?

      Eliminar
    2. Não, quero-te tratar com respeito, mas se estás mal com isso... x)

      Eliminar
    3. Entre mim e os mui estimados leitores, respeito, sempre! Com os grunhos na rua é que é outra história ;)

      Eliminar