quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Hã? WTF?! LOOOL!!!

Na minha crónica desta semana na NiT resolvi debruçar-me um pouco sobre esta questão das mensagens escritas, assunto que já tinha abordado neste post. Continuo sem saber lidar muito bem com este fenómeno, mais propriamente por ter de contrariar a minha natureza de (i) grammar nazi; (ii) pessoa que esmiúça cada reticência, cada ponto de exclamação (por que será que está constantemente a gritar, pensava eu de uma pessoa que escrevia em maiúsculas apenas porque era míope). E a ironia que se perde, meus amigos? É um dano irreparável. Atentai na seguinte conversa que tive com um amigo:

- Vais proximamente ao Jumbo?
- Deixa-me adivinhar: queres as tais botas das bloggers?
- Não, queria repolhos.
- Mas precisas assim tanto que não podes esperar?!

E assim se perdeu uma ironia fofinha, engraçada, e se ganhou em cinzentismo e taciturnidade. Que raio de mundo é este para onde caminhamos, pá?! 

6 comentários:

  1. Adoro ler as tuas crónicas (= parabéns por mais uma que me fez rir imenso =P

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, Sofia, sua pessoa simpática!

    ResponderEliminar
  3. Amei a crónica!
    És o máximo Boneca!
    Carla

    ResponderEliminar
  4. Magoei, né? [Ler com pronúncia brasileira]. Já várias vezes respondeste com beringelas a comentários meus no Instadoll. Agora percebo que o que querias era mandar-me "dar uma volta ao bilhar grande". :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma! Também é uma espécie de assinatura, já não passo sem as minhas beringelas. Isso não tem é muito interesse para uma crónica, né?

      Eliminar