terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Olá dezembro!

Olá dezembro, que me trazes o frio na cara, os cachecóis e o chá quente transportado no barco para aquecer as mãos. Que me trazes as mantas, o aninhar nos filhos, sempre quentinhos mas de mãos frias, que bafejo até me faltar o ar. Olá dezembro, que nos trazes os serões de séries encostadinhos, pernas enroscadas e narizes frios. Que me trazes a ginjinha de Mãezinha, feita no verão mas provada agora, numa cerimónia simbolizando a tua chegada. Que ainda tens castanhas, mas trazes também os bolos de gengibre, o bacalhau e o cabrito, as couves e as farófias. Que me dás a Consoada e a família, toda reunida, somos menos, mas também somos mais. Que me trazes as crianças, os bebés, a esperança no nosso futuro e a segurança da continuidade dos meus. Trazes-me o meu irmão neste Natal, caramba, não sabes quando, mas ele vem. Trazes as férias, as manhãs com eles, cama e coração cheios, todos os quatro, cavernas de lençóis polares. Olá dezembro, que vens com aniversários tantos, prendas muitas, sorrisos nos olhos, abraços apertados, gargalhadas sentidas, o próprio do Pai Natal (arranja lá um voluntário para não termos de fazer chantagem). Olá, olá, entra e fecha a porta, que está fresco, descalça os sapatos e põe-te à vontade, a água está a ferver. Preferes de limão ou lúcia lima?

Olá, Dezembro, sê bem-vindo, já não era sem tempo.



16 comentários:

  1. É bom saber que há mais alguém para além d'Ella que acha isto tudo do inverno!
    (Btw, Jasmim, puro, sem verde à mistura, compra-se em latinhas amarelas num qualquer supermercado chinês! ;) )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (para mim Kusmi, St Pétersbourg)

      Eliminar
  2. Que inspirador (= a mim Dezembro não me traz nada, mas leva-me a casa, o que já é bem bom

    ResponderEliminar
  3. Espero que traga um almocinho nosso também! ;)
    Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Juro que sim. Se não pela Baixa, pelo Urbisado ;)

      Eliminar
  4. Pelos vistos o Dezembro trouxe também uma Boneca muito mais intensa, nostálgica e profunda. Gostei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o outro lado, o menos presente, pelo menos neste barraco ;)

      Eliminar
  5. Olá Dezembro, que me vais trazer trabalho comó catano!
    Mas vá, ainda gosto de Dezembro :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui isso também é verdade, mas optei por deixar de parte, pelos motivos óbvios ;)

      Eliminar
  6. Cat de Castrodezembro 01, 2015

    ó sô dona muñeca, nostalgica deixaste-me tu agora que estou do lado oposto. Que anseio pelos meus, pelos braços pequeninos dos meus traquinas à minha volta, pela lareira quentinha, pelo bacalhau e pelp cabrito, pelas rabandas e pelos fofinhos de abobora, pela copofonia com os amigos de toda a vida, dos que lá estão e dos que por lá fora andam... lista interminavel de uma "imigranta" saudosista e que esta época ainda recalca (isto existe no nosso portugues) mais as saudades que existem constantemente. A parte boa da coisa, é q ja falta mt pouco, 20 dias para ser mais precisa. Por isso tambem adoro Dezembro, seja qual for o ano,é sempre mes de ir a casa ;)

    ResponderEliminar
  7. Opah!! Tão sentimental, senti uma lagrimazinha algures ali pelo meio.
    Mas vá, admito que também gosto de dezembro apesar de detestar os meses de inverno. Primeiro pq passo metade do mês de férias, logo só sair do quentinho quando me apetece. Depois pq é altura de estar com a família, a altura do ano em que mais enfardo, altura de muitas compras e presentes e de festa no geral :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consegui ler mais depois do "metade do mês de férias".

      Eliminar
  8. Gosto muito muito da Boneca destrambelhada... :D Mas confesso que de vez em quando também sabe bem ler assim umas coisas mais "a sério". Também gosto de Dezembro. É o último mês do ano, o mês em que nasceu a minha sobrinha (coisinha máifofa de sua tia), o mês do Natal, dos bolinhos de gila, da aletria e do arroz doce da minha irmã... <3

    ResponderEliminar