quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Se marraste aí com as trombas foi porque alguma coisa terás feito para merecer, vai daí foste castigado por uma entidade divina

E eis que finalmente se passou aquilo por que eu vinha rezando todas as noites desde pequenita. Pedia a Deus com todas as minhas forças e em todas as orações que isto acontecesse. Desde os 10 anos, altura em que o professor de História lia o jornal em andamento. Agora, nestes tempos mais modernos, pedia que sucedesse à malta que vai a escrever mensagens e a andar ao mesmo tempo.

Então mas afinal o que pedias tu, mulher, que nos matas de antecipação? Que esta gente se espetasse contra um sinal de trânsito, mas o que é que haveria de ser?! E ACONTECEU! VIVAAAAAA! DEUS É GRANDE E ATENDEU AS MINHAS PRECES!!! É verdade, pessoas do meu coração, órgão que no meu caso é grande, poroso e permeável, abarcando uma infinidade de gente e também de animais, pleno de benevolência e magnanimidade. Sim, nas minhas preces noturnas eu pedia, a saber:
(i) Paz no mundo;
(i) a) Pás no mundo (para aqueles que escrevem "se fores ao supermercado trás leite")
(ii) Redução em pelo menos 20% das emissões de gases de estufa a nível mundial, para travar o aquecimento global;
(ii) a) Redução em pelo menos 80% das emissões de gases de Máinovo a nível de Alcochete, para travar o falecimento das mucosas nasais da restante família;
(iii) Que a malta que manda mensagens escritas em andamento se espetasse contra um sinal de trânsito;
(iv) Promoções de petit gateau a nível dos 50% no Pingo Doce. E, se não fosse pedir muito, também daqueles morangos desidratados;  
(v) Ascensão da Margem Sul a conclave, com moeda própria, Presidência e Estatutos, que incluíssem, entre outras medidas importantes, a sujeição dos forcados a sevícias perpetradas por um bando de touros tesudos; 
(vi) Sementes chia que não inchassem quando demolhadas.

Pois sucede que a alínea (iii) foi atendida, tendo esta vossa Serva presenciado, em todo o seu esplendor, o momento em que um rapaz, absorto que estava na sua mensagem, se enfiou desde a cara até aos tintins num belíssimo, luzidio e robusto sinal de aproximação de passadeira. Eu, como cidadã fofinha e prestável que sou, tive de parar. Porque em bom rigor vos digo: rir às gargalhadas em andamento é coisa que não só não dá jeito como até aleija ao nível do baixo ventre quando perpetrado com alguma intensidade. Em minha defesa: havia mais gente a rir. Se calhar não tão furiosamente nem se assemelhando a um cruzamento entre uma hiena e uma ambulância em marcha de urgência, mas com igual vontade. A única pessoa que não se riu foi, curiosamente, o moço cujo nariz beijou o metal. Cuja testa lambeu a placa numa simbiose quase artística. Parecia ballet. De repente foi como se estivesse no São Carlos a ver o Quebra-Nozes. Aliás, pelo barulho, não tenho dúvida que houve nozes que se quebraram.

13 comentários:

  1. Cat de Castrojaneiro 21, 2016

    Pois eu sou tao devota como tu nessas preces.. e qd vão à nossa frente em marcha lenta e não deixam as "pissoas" que ja vao atrasadas acelerar o passo??
    Ja me ocorreu pregar-lhes uma rasteira mas o meu desejo mais profundo é que aterrem com a tromba nalguma sinaletica ou com os tintins nalgum caixote do lixo. =)
    Gostava de ter assistido, ia fazer-te companhia na galhofada!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos pessoas más e vamos para o Inferno.

      Eliminar
  2. Ai, eu acho que se estivesse lá, também me tinha partido a rir xD provavelmente tanto quanto me ri quando um amigo meu, que também ia distraído com o telemóvel, levou com uma cancela dum parque de estacionamento na cabeça =P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aiopá, uma cancela na mona <3 Como é que eu nunca me lembrei de pedir isso nas rezas?!

      Eliminar
  3. És má! Quem é que pede que alguém esbarre com sinais de trânsito?! Mas também me iria rir a valer se assisti-se isso, confesso! O mais estranho que vi foi uma criatura, também no telemóvel, caminhar na direção de uma parede e quando encostou nela mudou de direção quase sem levantar o olhar. Mesmo ao estilo do roomba, bate na parede, roda e continua ;)
    Quanto aos petit gateau, no continente, de vez em quando, aparecem as caixas de 4+2 grátis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou má, sou apenas ligeiramente ruim. Quando bolos do demo, só os do Pingo Doce me enchem as medidas!

      Eliminar
  4. Eu ainda rebolava no chão!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava de chuva, ainda me emporcalhava toda.

      Eliminar
  5. Nunca vi. Mas também rezo pelo mesmo. Por isso e pela conversão da geração selfie (mas será que é preciso tirar selfies em toooooodo o lado? Até na casa de banho do shopping? Ou no metro? Ou na fila do MacDonalds? God!) em adultos "normais".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esquece. Mais facilmente nascem dentes em galinhas.

      Eliminar