domingo, 22 de maio de 2016

Gente com valentes pancadonas #21

Ora pois que cá chegámos, cantando e rindo, a mais uma imbecil rubrica de GCVP!!!!! E o que te trouxeram os teus insanos de serviço nas suas pesquisas por essa Internet afora e adentro, Boneca Maria, hein? Pois que trouxeram mais nacos de isanidade daqueles mesmo bons, mesmo juicy, que nos fazem encarar a nova semana que está prestes a começar com mais ânimo, quanto mais não seja porque o máximo que seríamos capazes de perguntar ao Dr. Google seria apenas algo do género "sushi Baixa Lisboa contacto preços".

Sem mais delongas, vieram cá parar as seguintes criaturas desafiadas de seu cabeção:


- homem que não se lava no bidé: mais uma vez remeto para o famoso post do bidé. Bem sei que já estou careca de advogar a utilização do cavalinho do WC, e por isso reitero que homem que é homem não sente a sua masculinidade ameaçada por um bocado de porcelana.

- os homens não usam bidé: mau, outra vez?! Alguém está muito preocupadozinho com a sua masculinidadezinha, hein? Criatura, escarrapacha-te para aí em cima da Revigres como se estivesses num rodeo e sente a frescura do jatinho de água na salada e depois vem cá dizer-me se não foi uma experiência digna de figurar num catálogo Odisseias.
- olha quem fez anos hoje: há gente que de facto tem muita fé no Google, além de ser tu cá tu lá com ele, mantendo conversas assim a puxar para o CU-CU. Não sei bem por que vieram cá parar, e continuo sem saber quem fez anos hoje. Ou naquele dia.
nomes para chamar ao namorado para insultar: esta criatura fofinha volta e meia volta à carga. Ela já pediu insultos fofinhos e aparentemente não resultou. Mas ela não desiste, agora já quer nomes. Cheira-me que da próxima vez já pede "insultos bem nojentos". Oh mulher, nessa altura já te poderei ajudar, com todo o gosto. Deixo-te já uma pequena amostra: "OH MEU GRANDESSÍSSIMO &%$&$#&&/%!" Viste? Não foi mesmo intensozão? Depois voltamos a falar.
- bruxo alexandrino morreu: Não!!! Não posso!!!! Então eu que ainda tinha esperança que ele viesse um dia (tal como o Prof. Herrero neste post) comentar o meu blogue e agora ele vai e morre-me?! Não sei se recuperarei deste embate.
- eu sou um grandessíssimo corninho e muito mansinho: aaaawww, que fofinho. Eu sugiro que agarres num ananasinho, o vires com a raminha para cima e sentes o teu furunfunfelhozinho em cima delezinho. E cumprimentos à esposa, sim?
mulheres canalizadores margem sul: depende, queres as mulheres dos canalizadores ou mulheres que te arranjem os canos mesmo? É que não conheço nem umas nem outras. Deste lado conheço é uma senhora que desencrava unhas que é uma categoria. Ou uma que arranja as sobrancelhas à linha, serve?
- és mãe se sofre tu choras: sim, se sofre, sangro. Se chora, grito. Se sai, vou. Se fica, coiso. A galinha da vizinha sabe mesmo bem na cabidela, mas não chega a sofrer, ergo, não choro. Só mastigo.

6 comentários:

  1. Que saudades deste quadro!
    Em defesa dos homens devo dizer que usar o bidé é algo tenebroso. Ri muito com toda a descrição, em diminutivos, do ato de sentar num ananás com a rama para cima 👌🏼

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é porque vocês partem do princípio que aquilo é só para lavar a salada. E os pés? E o fiofó?!

      Eliminar
    2. Os pés, vá. Mas o bufunfo vai dar ao mesmo, pressupõe jatos de água em pendências alheias. Não dá, esquece lá isso...

      Eliminar
    3. Vide resposta abaixo (da Joana)

      Eliminar
  2. Tenho a dizer que as duas primeiras categorias entram também na categoria GCGIJ (Gente Com Grande Índice de Javardice)! Lavem o rabo, ó porcos!!
    Joana N.

    ResponderEliminar