domingo, 8 de maio de 2016

Lições de educação bonecal

Compilei umas quantas técnicas educativas perpetradas no agregado familiar bonecal, que podem ser controversas e chocantes, mas são eficazes e não me tiram o título de mãe mais fixe do eixo Freeport-Fórum Montijo, galardão que arrecadei em 2005 e que se mantém na minha posse desde então. 

Declaração de exoneração de responsabilidade: as seguintes técnicas foram testadas na presença de um membro do governo civil, nunca tendo sido experimentadas em lares menos disfuncionais. Não tentem isto em casa. A gerência não se responsabiliza. 

Cá vai alho:

- Afirmar com convicção: "Não queres sopa? Nem de propósito, daqui a 5 minutos vêm aí a tua nova família buscar-te e eu ouvi dizer que eles nunca comem sopa! Já viste a tua sorte?";
- Sair de casa e fechar a porta, gritando "NUNCA MAIS CÁ PONHO OS PÉS, CANSEI-ME DE FAZER O NESTUM, JÁ ESTOU COM CÃIMBRAS";
- Ameaçar que lhes pregamos um beijo nos beiços ou que vamos dançar kizomba com eles à porta da escola (isto às vezes tem mais impacto do que lhes prometermos umas chapadas bem assentes);
- O bom e velho cagaço: não vêm comer quando os chamamos porque estão vidrados na televisão? Vamos pé ante pé até à sala, damos um salto em voo, complementado com um berro estridente JANTAAAAAAR JÁAAAAAAA e é vê-los voar até à cozinha;
- Utilizar os próprios brinquedos contra eles: nada como uma boa Nerf disparada para as nalgas para os pôr em sentido. Com o bónus de, embora eles estejam proibidos de disparar para a cabeça, podermos alegar falta de pontaria e acertar-lhes bem no meio da testa;
- Nunca subestimar o poder relaxante para nós (e pedagógico para eles) de uma luva de cozinha molhada escarrapachada na cara;
- Também as panquecas (quando grandes e mais flexíveis) e os bifes depois de martelados são excelentes auxiliares de ação educativa doméstica, providenciando belíssimas lambadonas; 
- Ameaçar que exporemos as cuecas sujas deles numa corda pra todómundo visionar;
- Fingir que vamos jogar o trator favorito pela janela, inclusivamente pendurando-o do lado de fora, a la Michael Jackson com o filho bebé;
- Jogar aos dilemas com ele: "preferes comer o resto da tua vida vegetais e sopa ou snifar duas vezes por semana as meias do teu pai depois de uma aula de RPM e outra de Combat, intercaladas com as cuecas do teu irmão?".


To be continued.

4 comentários:

  1. Acho que devias botar isto sob a forma de livro a vender em hipermercados (e livrarias também, vá). É serviço público, carais! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já me estou a ver em sessões de autógrafos, brandindo bifes, luvas de cozinha e panquecas! <3

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Se quiseres eu mostro-te na prática! :D

      Eliminar