sexta-feira, 3 de junho de 2016

Ainda posso falar do José Cid? Posso? Posso?

Busco solidariedade. Não sei se por se ter falado tanto do homem nos últimos dias ou se porque Máinovo foi ao por ele designado "Jadim Jilógico" e me falou muito em macacos, o que é certo é que sonhei uma noite inteira com o José Cid, a auto-intitulada mãe do rock português.

(Sai o primeiro pires de solidariedade para a mesa da Boneca)

Se calhar chamar-lhe sonho é estúpido. Todavia, pesadelo também não será o mais correto: associo a isso estar a cair de uma falésia, andar nua na rua e toda a gente a olhar, morrer-me um familiar. Isso é o meu conceito de pesadelo. Já sonhar com José Cid inclui-se em toda uma nova categoria, para a qual não tenho designação. Chamemos-lhe, então, Clotilde. Sendo assim, meus amigos, tive uma Clotilde com o Cid e dela ainda não consegui recuperar. Nessa Clotilde, ele assumia ininterruptamente a famosa pose descascada com o disco à frente de seu Johnson e, até quando se movimentava, era naquela posição absolutamente creepy. E o que fizestes vós, perguntam vocês, utilizando a segunda pessoa do plural para conferir mais seriedade ao assunto? Basicamente ele andou a perseguir-me pela casa, sempre descascado, pernas a fazer um ângulo de 45 graus, disco a tapar o berimbau, a olhar para mim com um dos olhos e para o infinito com o outro. Às tantas, sem aviso prévio, o disco cai e vislumbro uma peça gigantesca de Lego no lugar do Jingóbel e acordo em sobressalto. Toda transpirada, um nojo. E é então que me lembro que me contaram da escola que Máinovo esteve um destes dias - contra a sua natureza - largos minutos entretido na construção de uma torre de Legos, que mais tarde utilizou como prótese de pila gigante e brandiu para gáudio/horror dos coleguinhas.

Raça do miúdo, que estou a ensandecer por causa dele. 



*Créditos da foto: Patrícia Moutinho e Jajona.

8 comentários:

  1. Cruzes credo! Raio de Clotilde, Boneca!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A chamada Clotilde de ir ao Gregório.

      Eliminar
  2. Que atire o primeiro Lego quem nunca os utilizou para construir uma pila!

    ResponderEliminar
  3. Pobre miúdo, agora a culpa é dele...

    ResponderEliminar
  4. Pá, coração bateu forte, em "suspense".
    (Mas a fotografia final valeu. ❤️)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aposto que bateu ainda mais forte com a foto!

      Eliminar