sexta-feira, 29 de julho de 2016

Algumas considerações sobre a Costa da Caparica

Pessoas de mi corazón, mil e trezentos perdões pela ausência mais prolongada de sempre do blogue, mas soube-me pela vida. Foi de facto a única vez desde que me lembro que consegui não tocar num computador durante duas semanas, o que, de facto, é um feito. Mas hey, para isso é que existem as redes sociais, e quem realmente me ama foi mantendo o contacto por lá. Quem não, é agarrar num ananás daqueles bem picosos na rama e fazer o favor de se sentar #aiquesaudadinhas.

Em minha defesa, passei duas semanas na Comporta. Até aqui tudo bem, mas que decidi eu fazer num dia em que estive sozinha com os miúdos? Agarrar neles e ir para a Costa da Caparica...



Ya, people. Nada contra a Costa (de que sempre gostei), nada contra a maioria das pessoas que a frequentam, MAS, lamento se não estamos habituados a conseguir cheirar o chulé da pessoa do lado nas praias da Comporta / Soltróia. Nestas há efetivamente menos gente por m2, de tal forma que mal chegámos (pelas 10h), Máinovo olha para o mar de gente que povoava a Cabana do Pescador e grita "O QUE É QUE ESTA GENTE ESTÁ TODA AQUI A FAZER??!" Mea culpa, eu de facto evito as praias ao fim de semana porque não gosto de pessoas a invadir o meu círculo de segurança (4 metros para cada lado), mas tive esta ideia brilhante, que fazer? Aprendi e não volto a repetir. Muito por causa dos seguintes espécimes que por lá habitavam, que passo a elencar:

- fêmeas de perna aberta: este flagelo complica-me particularmente com os nervos. Bem sei que há quem goste da parte interior da coxa bronzeadinha, dos entrefolhos morninhos e que - qual girassol - se vá virando para o astro rei para fazer a fotossíntese em todo o seu esplendor. Agora, pelo amor da Santa fechem as pernas, mulheres. É que (1) estão tão perto que é possível cartografar-vos a área em pormenor quanto ao relevo, morfometria, geomorfologia, etc.; (2) cheirar-vos caso o vento esteja de feição (graças ao Criador tal não aconteceu); (3) é de uma deselegância ímpar; (4) é simplesmente nojento para quem não lhe apetece rodar com o sol e de repente olha em frente e lhe dá ganas de sacar do bico de pato e proceder a um Papa Nicolau ou a uma citologia; (5) depois temos de convencer os nossos filhos que não, aquilo não poderá servir de baliza.

- mulheres envergando biquínis brancos sem atentarem na depilação: oh senhoras, custa-me que tenha de ser eu a explicar-vos isto e não alguém da vossa família. Por muito bom que seja o forro, será sempre uma luta desigual branco vs. preto. Capisce? E bem sei que a nossa professora de Educação Visual nos dizia que preto com branco dá cinzento. Acontece que às vezes não, xuxus, às vezes dá branco com pêlos pretos e farfalhudos por baixo, só isso. Querem mesmo usar aquele biquíni branco lindão? Aguentem e não vão à água. Simples. Ou então juntem-se às da perna escancarada e seja o que o Diabo quiser. 

mulheres envergando biquínis de cortina: ele há cortinas que deveriam ser fechadas para sempre e pronto. Quem inventou isto deveria ter como penitência o visionamento durante 3 horas/dia de mulheres com rabos e mamas colossais e cortininhas pequeninas, fechadinhas, perdidas no meio de carne e peles, estrafegadas a gritar SOCORROOOOO. E depois, o ananás. 

- homens adultos a jogar à bola em rodinha: ai filhos, mas o que é que se passa na praia quando está maré baixa?! Eu e os miúdos fazíamos gincanas, esquivávamo-nos, fugíamos, e por onde quer que olhássemos lá estava esta gente com a porra da bola nos pés e no peito e na cabeça! O algoritmo maré baixa + praia cheia de pessoas entre as quais crianças = gajos com a mania que dão toques como o CR7 sem grande atenção ao resto do mundo a não ser às gajas que vão passando, o que ainda faz com que se exibam mais deu-me verdadeiramente cabo dos nervos. Contei 23 espécimes destes perto de nós. Acertaram duas vezes na tola de Máinovo, uma nas minhas canelas (terei soltado uma asneira e sido repreendida por Máivelho) e rosnaram a alguns miúdos por lhes terem "estragado a média de toques". Eu digo-vos os toques que mereciam, pá. Daqueles que começam por re- e acabam em -tais.


E, pronto, tudo isto apenas para vos dizer olá, estou de volta. Tiveram saudades minhas? Cá beijinho.

23 comentários:

  1. Eia, estupidilhões de sôdádjis.
    Mas voltaste em grande, minha boneca: ri-me muito e alto. <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu que tenho sódadji da muneca e da C&C...

      Eliminar
    2. Anabela, mulher, temos de escrever uma petição a exigir o regresso da senhora aqui de cima!

      Eliminar
    3. Completamente de acordo. Sou a primeira a assinar,Boneca Maria. Bjs para ambas e duas "vocemessês".

      Eliminar
    4. Segunda! Cá beijinho!

      Eliminar
    5. Terceira! Como sei onde comprar cremes, maquilhagens, tudo o que uma mulher precisa?! A quem pergunto quando tenho dúvidas!? Ass: Ai cocó

      Eliminar
    6. Pois é, tal e qual!!!!!!!

      Eliminar
  2. Boneca, tenta a praia ao lado e vais ver que é bem diferente em TUDO :-) Também tive de abandonar essa praia e procurar outro "pouso" :-)

    Já tinha saudades dos teus posts... apesar de não ser uma comentadora assídua!

    Beijinho
    GPS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GPS, qual o nome da praia do lado? (Obrigada e comenta mais que és bem-vinda!)

      Eliminar
  3. Se gostasses de nós não deixavas de cá vir, não vires o jogo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AIOPÁ, não sejas Calimero! Confessa, estavas troncha de saudadinhas!

      Eliminar
    2. Pois que era óbvio.

      Eliminar
  4. Como este blog não é meu, posso dizer: abomino a Costa. Ou melhor,a fauna humana sazonal que a frequenta. Vou lá em trabalho e sinto-me sempre na twilight zone...
    Ontem até descobri que há novo tipo de avecs, ou melhor, de withs. Falam em inglês com os filhos bem alto e depois sussurram-lhes "vá, despacha-te!".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem qualquer cagança, fiquei mesmo mal impressionada, mas queria uma praia sem ondas gigantescas para o Máinovo fazer a profilaxia respiratória, aka engolir uns pirulitos, que lhe fazem maravilhas à saúde. E foi a opção de que me lembrei, para fugir à Figueirinha, da qual eles já estão fartos.

      Eliminar
  5. Com efeito os machos de bola no pé devem ser insuportáveis. Quanto ao resto... Se levares os miúdos à mesma praia quando forem adolescentes, acho que vão apreciar.

    ResponderEliminar
  6. Ahahahahaha! Experimenta a São João também na Costa. É outra fauna!

    ResponderEliminar
  7. Tive que pesquisar no Gânglio o que eram bikinis de cortina. Mas só depois de conseguir ver, que os meus olhos estavam nublados de lágrimas de tanto rir!

    Ainda não consegui concluir nada... Care to elaborate?

    By the way, já te disse que adoro este blog?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos por pontos:
      - Gânglio: AH AH AH AH AH.
      - Biquínis do demo: https://www.google.pt/search?q=biqu%C3%ADni+de+cortina&espv=2&biw=1600&bih=795&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjNmNLaj-nPAhUCshQKHcFUDPIQ_AUIBigB#imgrc=rmQDzYgZxrPiAM%3A (a moça até é jeitosa, é imaginar isto noutra mais estaferma)
      - Já disseste, mas podes repetir as vezes que quiseres.
      Cá beijinho.

      Eliminar
    2. Respondendo aos teus pontos...
      AH AH AH AH AH - Às vezes também solto as minhas piadas...
      Biquínis do demo - Já sei. Agora parece que é moda. E qualquer peida usa aquilo. Até aquelas que parecem a cara de um puto bexigoso. ME-DO!
      Já disseste, mas podes repetir as vezes que quiseres - É continuares a escreveres assim!
      Cá beijinho - Para ti, até dois. Um em cada bochacha

      Eliminar