sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Um dois três, canta lá isso outra vez #4

Ora cá estamos nós de novo, e como estou a sentir-me inclusiva vou-me atirar a uma música a pensar nas adolescentes por esse Portugal afora, que suspiram pela criatura que a mim só me apetece encher de lambadonas com um pano do chão encharcado. Obviamente estou a referir-me ao Justin Bieber, fedelho irritante e despenteado, que de bom grado fecharia num quarto apenas lhe providenciando para alimentação chocolates 98% cacau e pescada cozida. Com brócolos e sem molho branco.

Sem mais delongas, cá vai em português a sua música "What do you mean", perfeita para um bailarico de agosto com emigrantes:

"O que é que queres dizer com isso?"

O que é que queres dizer com isso?
Ai ai ai
Quando abanas a cabeça a dizer que sim
Mas queres mesmo é dizer que não
Afinal o que é que queres dizer com isso?
Ié ié
Quando queres que não me mexa
Mas mandas-me bazar
Mas afinal o que é que pretendes?
Hã?
Qual é o teu problema, pá?
Disseste que o nosso tempo estava a acabar
O que é que queres dizer com isso?
Epá, vê lá se te decides!
O que é que queres dizer com isso?

És indecisa comócatano
Maria-vai-com-as-outras, toma mas é decisões
Não sei se estás contente ou a queixar-te
Não quero que acabemos
Onde é que hei de começar
Primeiro queres ir para a esquerda, mas viras à direita
Queres discutir o dia todo e depois à noite trungalhunguice
Ora estás para cima, ora para baixo, ora assim-assim
Credo, o que eu quero mesmo saber é...

O que é que queres dizer com isso?
Ai ai ai
Quando anuis com a cabeça 
Mas afinal não é bem isso
O que é que tens em mente mesmo?
Ié ié
Quando queres que fique sugadito
Mas mandas-me dar de frosques
Mas afinal o que é que pretendes?
Hã?
Qual é o teu problema, pá?
Disseste que isto já deu o que tinha a dar
O que é que queres dizer com isso?
Vê lá se te decides, porra!
Mas o quéquefoi, pá, chata!

És superprotetora quando me vou
Tento um compromisso mas não consigo vencer
Queres marcar posição, mas continuas a pregar
Tinhas ganho à partida, mas não me deixas chegar ao fim
Primeiro queres ir para um lado, depois viras para o outro
Mandas vir o dia todo e depois à noite queres rambóia
Nem é carne nem peixe nem tofu
Dasse, pá, o que eu quero mesmo saber é...

Olha, sabes que mais, não quero saber nada
Sua maluquinha de Arroios
E da Praça do Chile, e na verdade de toda aquela zona
entre o Arco do Cego e a Almirante Reis
Mulher, que mais pareces um cagalhão indeciso
Que não sabe se sai por cima se por baixo
Derivado da tua cara de cu
Sabes que mais?!
Está tudo acabado. Posso ser um estupidão e uma beca palerma
Mas sou o Bieber e sou bué famoso.
Tchauzinho, baby.
Fui.
Peace.



Sem comentários:

Enviar um comentário