terça-feira, 11 de outubro de 2016

Desliga o telemóvel!!!

Alguém por aí que também conheça quem não desligue nunca o telefone no final de uma chamada? Ou seja, caso sejam vocês a ligar, a chamada só termina por vossa iniciativa? Eu tenho uma pessoa destas na minha vida. Compreendo, dá trabalho carregar no botão vermelho, há tantas coisas tão mais interessantes para fazer, a pessoa do outro lado acabará por fazê-lo por nós, so why bother? Toda a gente que já passou por isso sabe o que acontece depois: ficamos com o telemóvel barrado a outras chamadas e, bem mais divertido (para quem, no fundo, não tem vida própria), ouvimos tudo o que se passa nos minutos seguintes da vida da outra pessoa sem que ela o saiba. É uma espécie de voyeurismo auditivo a que não conseguimos resistir e que, não raramente, se traduz apenas em onomatopeias relacionadas com o esfreganço do telefone dentro de uma mala ou de um bolso.

Anseio pelo dia em que aquilo vai num bolso de trás das calças e cai na sanita: será que vai parecer que estou no Oceanário? A usar um escafandro? Ou, pasmem, mesmo dentro de uma sanita?! Espetacular. Invariavelmente, oiço sons de raspar, os apitos da marcha atrás do veículo do dono do telemóvel, às vezes conversas com o restante agregado familiar, enfim, felizmente nunca ouvi nada do género "Quem era? A chata da Boneca, irra que grande estafermo mal-cheiroso". Infelizmente, também nunca o contrário "Sabes quem era? A maravilhosa Boneca, poço de inteligência e magnanimidade, coisa máilinda de nossa vida, que não liga vezes suficientes!" Graças ao Criador também nunca testemunhei em primeira mão (em primeiro ouvido!) sons corporais, o que seria deveras constrangedor. Até porque, medindo pela minha bitola (as vezes que falo ao telefone na casa de banho), seria o mais expectável.

Assim, apenas vou ouvindo os meus filhos no background a cravar mais uma bolacha aos avós, porque, raça da Mãezinha, que nunca desliga a porcaria do telemóvel.

4 comentários:

  1. Eu tenho senhor meu paizinho! Que no final da chamada grita sempre "DESLIGA". Tem um qualquer problema com a tecla de desligar. Se por um acaso qualquer da vida não desligo, lá o começo a ouvir indignado com uma qualquer reportagem na televisão.

    Já agora aproveito para dizer que descobri o blog há pouco tempo e não consigo parar de ler. De escangalhar a rir.

    http://embuscadafelicidade.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, essa do "DESLIGA" também se passa por estes lados :) (ah, e bem-vinda, Cátia!)

      Eliminar
  2. Eu também conheço uma pessoa assim :D

    ResponderEliminar