sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Um dois três, canta lá isso outra vez #5

Saudadinhas de parvoíce da boa? Aperto nos rins por ressaca de imbecilidade? Pois a espera acabou! Eis mais uma música esmiuçada, comprovando que o que soa bem em inglês poderá ficar apenas estúpido na língua de Camões. Aliás, Camões poderia perfeitamente declamar esta música em soneto, porque a moça que a canta não vê nada dos dois olhinhos derivado da doninha que pespegou em cima da tola.


"Ainda não estou suficientemente aparvalhada,
vou acrescentar-lhe um lacinho"

Sem mais delongas, deixo-vos a música Chandelier, de Sia, que é como quem diz, O Candelabro:

As moças que gostam de forrobodó não se aleijam
Não sinto nada, quando é que eu aprendo
Empurro-o para baixo, empurro-o para baixo (estou mesmo aflitinha)

Eu sou a que a malta chama "quando se quer rambóia da boa"
O telefone não para de tocar e a campainha também não
Estou a sentir o amor a bater forte cá dentro

1, 2, 3, 1, 2, 3, bebe
1, 2, 3, 1, 2, 3, bota baixo
1, 2, 3, 1, 2, 3, pimba

Toca a emborcar até perder a conta das jolas

Eu vou balançaaaaar do candelabroooooo, do candelabrooooooo
Vou viver como se não houvesse amanhã
Como se o amanhã não existisse
Vou voar como um pássaro na noite, sentir as lágrimas que me secam
Vou dar uma de Jane e pendurar-me no candeeiro lá de casa

Mas estou a segurar-me pela vida, recuso-me a olhar para baixo, a abrir os olhos
Vou manter o copo cheio até ao raiar do dia, estou a tentar aguentar-me
Ajuda-me que já não m'aguento, ai que canseira
Ai credo

O sol nasce, sinto-me uma trampa
Tenho de bazar, tenho de fugir
Ai a vergonha, estou tão envergonhadinha

(Nota do Tradutor: Mas, não obstante:)

1, 2, 3, 1, 2, 3, bota baixo
1, 2, 3, 1, 2, 3, pimbas
1, 2, 3, 1, 2, 3, dá-lhe

Toca a varrer isto tudo até perder a conta à Minis já deitei abaixo

E bora lá balançar-me no candelabrooooooooo, no candelabrooooo
O que vale é que a cerveja só dá barriga
Porque o mais certo era isto com o peso rebentar
E eu a minha cremalheira escavacar
E uma anca deslocar
Porque isto não é propriamente uma liana para eu brincar

Será que o Chapitô está a aceitar candidaturas...? 





13 comentários:

  1. Bravo!!! Bravo!!! Bravíssimo!!!

    Cada vez que leio algo como "Balançar do Candelabro" lembro-me de uma imagem dos Muppets a gozarem com outra música. O Wrecking Ball da Miley. Não sei se conheces?

    Ao mesmo tempo as duas músicas (esta e a da Miley) fazem parte dos meus guilty pleasures!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que conheço! E sim, também canto estas piroseiras todas, sem vergonha.

      Eliminar
  2. Tão bom! É um refrigério para a alma verificar que há colegas que dignificam com tanta qualidade a profissão (sim somos colegas, também "traduto").
    Dulce/Porto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chamar "tradução" a esta despautério é esticar a corda, mas aceito o elogio, Dulce! Um beijinho.

      Eliminar
  3. Já me fartei de rir.
    Boneca, podemos fazer uma especie de discos pedidos? Podemos? É que gostava muito de ver esta "Starving" com uma traduçãozinha feita. Atente-se a parte do refrão "
    I didn't know that I was starving till I tasted you", uma pequena, maravilha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já estás a arranjar lenha para eu me queimar ;)

      Eliminar
  4. Parvoíce da boa mesmo. Ah, tão bom! Hehehe

    ResponderEliminar
  5. Oh, por favor... as pessoas agora fazem questão de se destacarem pela parvoíce, em vez de procurarem demonstrar alguma coisa de jeito.

    ResponderEliminar
  6. Já que estamos numa onda musical, diz-me lá quando é que dissertas sobre a Maria Leal? ;)

    (Rimei, eu mereço!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh senhora, já tanto se disse sobre o assunto, que achei que não valia a pena. Além disso, quando oiço a senhora dá-me brotoeja.

      Eliminar