terça-feira, 14 de março de 2017

Dores. Tenho muitas. Assim tantas

Começarei este texto com um mantra, que repetirei até me passarem as dores que só não possuo nas pestanas: "Não mais estarás dois meses sem treinar. Não mais estarás dois meses sem treinar. Não mais estarás dois meses sem treinar, minha grandíssima texuga."

Como já devem ter percebido, estive, mais dia menos dia, dois meses sem botar os cascos no ginásio, por razões várias, entre as quais muito trabalho e uma tremenda camada de preguiça. Preguiça daquela que não me dá no âmbito das mandíbulas, porque, valha-me Deus, se eu comi. Enfardei. Agarrei em queijinhos de ovo da Alcôa, que agora abriu no Chiado, e esfreguei na cara e nos cabelos e nos olhos. O. K., não fiz isso, mas foi só mesmo o que faltou. 

Resultado: o regresso ao ginásio deu-se da forma mais dolorosa que se possa imaginar. Juntei-me a outra lontra (esta ainda uma lontra baby, sem a minha experiência) e lá fomos as duas alegremente fazer uma aula de Body Pump para desenferrujar. 

Acontece que há um santo padroeiro dos desportistas de ginásio: é o São Prudêncio Tibúrcio (como percebem, é a origem da sigla PT), que protege quem treina, mas solta a sua ira contra quem está mais do que quatro dias sem agachar. Vai daí, este santo, lá em cima a ver quantas séries de leg presses a malta aguenta, bate com os olhos nestas duas palhaças, todas contentes, tralala, bora lá fazer uma aulita. Com um raio de poder divino resolve então fazer-lhes a vida negra e transformar-lhes os pesos de 2,5 kg em 3 toneladas. Elas, inocentes, e para não dar parte de fracas perante o resto da turma, resolveram não adaptar o peso à sua condição de quase acamadas, dando uma de valentes, oh para nós que ainda ontem a fingir que lhe demos forte e feio nos burpees e hoje já estamos aqui confiançudas a treinar costas com 6 kg de cada lado da barra. Acontece que, lá de cima, S. PT topa tudo e maltratou as miúdas. A miúda e uma quarentona, pronto. 

Resultado: há quem hoje não se consiga mexer. Há quem tenha lavado a cabeça baixando-a até ao nível dos braços por não conseguir levantá-los. Há quem, na verdade, não esteja assim tão bem lavada. Há quem lhe doa ao respirar. E ao sentar. Há quem tenha começado o dia a trocar mensagens com uma companheira de desgraça cujo conteúdo apenas versava assim:

Apaguei a asneira, por respeito a Mãezinha.

12 comentários:

  1. Paralisei naquela parte em que a inveja me fulminou por teres uma Alcôa aí à babuja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senhora, sítio do demo, tenho de passar para o outro lado da rua...

      Eliminar
    2. Enfardei muitíssimo na original, em Alcobaça.
      Um deleite.

      Eliminar
    3. Já varri quase tudo o que lá existe: tenho ideia que só me faltam 2 ou 3 exemplares. Daí o regresso ao ginásio ;)

      Eliminar
  2. Já tinha saudades de vir aqui ao blog e de me rir com as tuas aventuras =P

    ResponderEliminar
  3. Fabuloso sentido de humor! Ri muito. Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada, estamos cá para isso ;)

      Eliminar
  4. Tens que cravar o outro PT que tens aí em casa para te preparar melhor para as idas à Alcôa! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é muito nazi e trata-me mal!

      Eliminar
  5. Body Pump para recomeçar as idas ao ginásio parece-me uma ideia de génio, senhora Boneca!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh senhora, o problema não foi a aula, foi ter-me armado em esperta e não ter baixado o peso :/

      Eliminar