terça-feira, 21 de março de 2017

Viscosidade, nhecas, ciência em família e um passatempo

A Science4You teve a amabilidade de me enviar uns presentes para a canalhada cá de casa. E, segundo a velha máxima de "quem meus filhos beija, minha boca adoça", quem trata bem pequenos Moglis do agregado é amiguinho. Mal sabiam eles que em tempos frequentei um workshop sobre empreendedorismo em que um dos participantes era precisamente um representante da Science4You e fiquei bastante agradada com a génese desta empresa de brinquedos que, caso não saibam (eu não sabia), é 100% portuguesa.

Ao perceber o que dizia a caixa, "Ciência Viscosa", Máinovo ficou entusiasmadíssimo ante a perspetiva de espalhar nheca por toda a casa. Felizmente, Máivelho tomou as rédeas do assunto, em primeiro lugar porque achei que largar o mini-selvagem com alginato de sódio e corante alimentar seria receita para andar a esfregar o chão, as paredes e os gatos nas próximas duas semanas e também porque, segundo o pequeno, as luvas que vinham no kit cheiravam a puns de doninha. Quase houve pugilato pelos óculos de cientista maluco, mas a coisa acalmou quando se combinou que Máinovo ficaria no papel de observador/árbitro/banda sonora da experiência.

Optámos por começar pelos pega-monstros (à minha insistência, por fazerem parte do meu imaginário) e, em suma, a coisa até correu bem (embora Máinovo tenha ficado convencido que fizeram macacos do nariz). Máivelho ficou sobretudo fascinado com a utilização de corante vermelho, que o fez parecer - e cito - "um serial killer cirurgião, cheio de sangue, bueda fixe".

O kit do Professor Pardal.
O ar de Máinovo: "queria fazer isso, mas não sei ler".
Fazendo macacos do na... perdão, pega-monstros verdes.
Lá lhe demos confiança para botar os óculos e cantar uma musiquinha.
Anatomia de Grey de Alcochete
TCHARÃAAAAAA!
Criei algo perigosamente parecido com ovas de peixe,
o que para quem ama sushi é uma tortura.

Para terminar, devo dizer-vos que tenho também um brinquedo para oferecer à vossa miudagem, ou a um de vós (eu era menina para me atirar a isto, mas não tenho vagar, fiquei-me pelas ovas de sushi): a Ciência dos Perfumes! E o que têm então de fazer? Ora, um like na página de Facebook da Science4You, outro na página aqui do pardieiro (obviamente, tenho a certeza que já têm like, se não, cheiram a puns de doninha) e uma quadra que inclua as palavras filhos, pega-monstros e ciência. Bora lá, têm até ao final do mês, fico a aguardar. Espero que este passatempo seja tão concorrido quanto quando foi para ganharem a lata onde eu punha um post-it de cada vez que dizia uma asneira! 

Oh o prémio! (Haverá por aí a Ciência do Barbeiro?
É que parece que o cabelo de Máivelho foi cortado à pedrada.)

32 comentários:

  1. Cá vai a minha humilde participação:
    Os filhos da Boneca
    São uns gandas manganões
    Com ciência fizeram uma experiência
    E meteram-se em confusões!

    Beijinhos,
    Ana (Águeda) (se for preciso, mando mail)

    ResponderEliminar
  2. Old Spice Estevesmarço 22, 2017

    Filhos não tenho ainda,
    De ciência percebo pouco,
    Bons tempos virão da vida,
    Em que brincar com pega-monstros,
    Será o meu dia-a-dia!

    ResponderEliminar
  3. Senhor de nome esquisito, vénia! ❤️

    ResponderEliminar
  4. Joana Abrantesmarço 23, 2017

    Não sei como rimar
    A palavra ciência é difícil de usar
    Aos seus filhos ajuda vou pedir
    Para pega-monstros conseguir construir!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O representante do Governo Civil aceita e agradece esta participação :)

      Eliminar
  5. Isabel Sevilhamarço 23, 2017

    Gostaria de um jogo de ciência ganhar
    Para os meus filhos presentear
    Com pega-monstros os assustar
    Para eles irem para a cama e eu conseguir descansar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Solidariedade daqui deste lado, sista.

      Eliminar
  6. Ana Marques Pinheiromarço 23, 2017

    Cá em casa, com filhos somos 5
    Pega-monstros e perfumes gostaríamos de construir
    De ciência não percebemos nada
    Está cá a Boneca para nos instruir

    Espero ganhar, porque tenho 3 raparigas entre os 4 e os 10 anos e preciso de algo para as entreter.
    Beijinhos, adoro o seu blog e sigo diariamente as peripécias da família bonecal (com as quais me identifico perigosamente!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aaaawww, sua Florbela Espanca Marques Pinheiro, cá beijinho!

      Eliminar
  7. Esta coisa bonita de ter filhos
    Sempre nos torra muito a paciência
    Era colar-lhes pega-monstros nos fundilhos
    E pendurá-los com toda a ciência

    Mas felizmente podemos sempre contar
    Com brinquedos como os da Science4You
    Que qualquer coisa lhes acabam por ensinar
    E acalmam a vontade de lhes dar palmadas no c...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem fala assim não é gago
      E merecia uma afilhado como Máinovo
      Ehlá, uma quadra do compadre sem ser pago
      E há um sítio em Portugal chamado Porto Covo.

      Devias seguir uma carreira na poesia
      Embora aturar-me seja, de si, uma ocupação
      No Montijo cheia muito a maresia
      Mas antes isso do que a cagalhão.

      Eliminar
    2. Grão a grão enche a galinha o papo
      Apesar do grão cru ser um bocado rijo
      E mesmo que venha tapada por um guardanapo
      Eu sei porque cheira a maresia no Montijo

      Somos uma rica parelha.

      Eliminar
    3. Quem acha que esta dupla devia criar um grupo de cantares ao desafio escreve eu:

      EU, EU, EEEEEUUU!

      Eliminar
    4. Compadre quer ser a Ana Malhoa e eu gostaria de encarnar Pequeno Saul. Está bom?

      Eliminar
    5. Pronto, para a rebaldaria está sempre pronta, esta senhora.

      Eliminar
  8. Fantástico jogo de ciência ganhar
    Para os meus trigémeos poderem brincar
    Com pega-monstros vamos todos criar
    Vai ser uma animação de arrasar!

    ResponderEliminar
  9. meus filhos pega-monstros adoram
    e a ciência é magnífica
    que nos os ajuda a construir
    para nos divertir!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma voltinha, mais uma participação!

      Eliminar
  10. Pega monstros para apanhar
    os filhos que não quer largar
    pois a maternidade também é ciência
    que ninguém sabe catalogar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto está a ficar renhido, senhores!

      Eliminar
  11. Pega monstros era o meu passatempo preferido
    Isso e bolos de terra era a minha mais sublime experiÊncia
    Mas com os meus filhos a coisa é diferente
    Science4You traz outro sentido À descoberta da ciÊncia

    ResponderEliminar
  12. Chegaram os famosos Pega-Monstros
    Onde na Science4You fizeram história,
    Loucos mas super amigões
    Este belo presente de ciência nos vão dar
    Para com os nossos filhos fazermos trabalhos espectaculares
    Muito obrigada Casinha da Boneca, vamos-nos divertir à brava,
    Que presente sensacional, que a toda a gente enfeitiça, é super original.

    ResponderEliminar
  13. O Papá só pensa em corridas, a Mamã em ciência e afins
    Eu como todos os filhos ora sou Boneca doce e fofinha
    Ou teimosa como um pega-monstros com birras infantis
    Mas somos super divertidos e não há família como a minha!

    ResponderEliminar
  14. Para que os meus filhos
    da ciência se apaixonem,
    um pega-monstros têm de criar
    e a mãe assustar.

    ResponderEliminar