segunda-feira, 19 de junho de 2017

Divórcios de Santo António

O Vereador da Câmara Municipal de Lisboa com o Pelouro das Efemérides Parvas Que Só Servem Para Irritar Quem Só Quer Ver TV, Digamos, Normalzinha comunicou aos munícipes que se iniciou o prazo de inscrição para os Divórcios de Santo António, que decorrem exatamente um mês após os Casamentos, a saber, no dia 13 de julho. É elegível apenas quem tenha contraído matrimónio no dia 13 de junho e tenha chegado à conclusão que casar com outros 340 marmanjos o/a aleijou emocional e mentalmente de forma irreparável. 

Os restantes critérios de elegibilidade são os seguintes:
a) Alergia e/ou aversão a sardinhas. Exclui-se da presente alínea quem, contudo, possui a habilidade de comer o nobre clupeiforme de faca e garfo;
b) Documento oficial assinado por um psiquiatra inscrito na Ordem alegando insanidade temporária à data do matrimónio antonino;
c) Comprovada incapacidade para lidar psicologicamente com o facto de o seu casamento ter sido transmitido em canal aberto e estar agora disponível para eventuais futuras chantagens;
d) Manifesta inaptidão para cumprir o ponto 4.1 do contrato dos casamentos de S. António, que estabelece que as partes contratantes terão de receber em sua casa, pelo menos trimestralmente, os restantes 340 compinchas de celebração para alegre caturreira envolvendo confeção manual de queijo fresco, sessões de renda de bilros, cultivo de manjericos na marquise e enormes bacanais;
e) Print screen do respetivo perfil nas redes sociais, demonstrando como houve pudor em não partilhar absolutamente nada relacionado com o evento;
f) Comprovativo em como a bebedeira que o/a levou a inscrever-se nos Casamentos de S. António já passou; 
g) Declaração assinada pelo próprio, manifestando profundo arrependimento, anexando programa de sevícias/serviço cívico, em expiação pela palermice perpetrada.

Os interessados devem dirigir-se à secretaria do Departamento das Efemérides Parvas Que Só Servem Para Irritar Quem Só Quer Ver TV, Digamos, Normalzinha, preencher o formulário correspondente e passar pela tesouraria para levar duas lambadonas bem assentes no focinho.

6 comentários:

  1. Cada um faz o que pode e a Boneca ajuda-nos com os sorrisos que nos proporciona. Não muda o que se está a passar, mas se por um minuto que seja nos esquecermos da tragédia dos incêndios, já está a fazer alguma coisa. bem haja!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, foi esse mesmo o meu objetivo, desanuviarmos por uns minutinhos. Respeito imenso o que se está a passar, estou a sofrer com tudo e já fiz a minha parte mais ativa na ajuda aos bombeiros. Um beijinho.

      Eliminar
  2. Critérios de elegibilidade maravilhosos. Ele há coisas...

    ResponderEliminar
  3. Mais tarde ou mais cedo... talvez seja uma realidade kkkk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que com uns critérios mais válidos, pá. ;)

      Eliminar