domingo, 25 de junho de 2017

Passadiços #2

Se calhar não devia contar que, no carro das mulheres, ninguém sabia que havia um GPS. Por isso recorremos aos telefones, sendo que a rede era a modos que intermitente. Para não dizer que era cocó. Resultado: perdemo-nos 370 vezes, fizemos 457 inversões de marcha e quando a senhora do GPS do telefone nos disse com aquela voz irritante "Chegou ao seu destino" e à nossa frente estava um barraco a cair de podre no fundo de uma rua sem saída com 5 cães raivosos a ladrar e a espumar como se nos quisessem jantar o fémur, a frase que se ouviu foi "Será que Arouca tem Íbis?". 

Várias peripécias depois (inclusivamente termos estado à porta da casa onde iríamos ficar, mas ninguém nos ter aberto a porta, o que nos fez andar mais uma hora às voltas...), chegámos efetivamente ao nosso destino:

A casa seria toda ocupada por nós, embora, à hora a que chegámos,
fosse novamente altura de encher a mula.
Ou seja, descansámos exatamente 47 segundos.

No Zé da Mota, fomos apresentados aos bifes à Alvarenga,
aqui ao lado de um telefone para efeitos de escala. Uma hipótese
para adivinharem o que veio dentro de um saco no final da refeição.
Talvez por isso, alguém terá afirmado: "mesmo que a gente vá andar
17 km, acho que no final da viagem nos vai doer mais os maxilares."

Aqui mostro o bife no seu estado natural, numa foto tirada sem zoom,
em que a banda sonora eram 6 mulheres em histeria.

Oh a bicheza parada ali à nossa frente, no meio da estrada, assim
como quem diz "Quereides passar, porque estaides com pressa
para nos irdes enfardar as primas, é, e depois levardes os restos para amanhã
fazerdes as sandochas para encherdes o bandulho nos Passadiços?!" 

Teria apreciado ficar a contemplar a lua cheia, mas havia quem teimasse
que eu teria de aprender a jogar Poker.
E nem sequer era daquele em que a 'ssoa se despe! Buuuu.

Sorte de principiante ou professores meio chonés,
o que é certo é que ganhei bués de dinheiro. 

À conta deste nível de profissionalismo, deitámo-nos bem
mais tarde do que deveríamos, para quem no dia seguinte
teria de se levantar cedíssimo!

2 comentários:

  1. Sou fã desse género de escapadinhas. Tão bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bons amigos, boa comida, boa parvoíce, que mais se pode pedir? ;)

      Eliminar